Você sabia que a outra metade da Pedra Aguda, de Bom Jardim, encontra-se na África?

Montanha, com 1.340 metros de altitude, é considerada um ponto de interesse geológico e recebe muitos praticantes de montanhismo e turistas

Por Sara Schuabb
26/12/18 - 09:51
Você sabia que a outra metade da Pedra Aguda, de Bom Jardim, encontra-se na África? De acordo com pesquisas geológicas, a Pedra Aguda, no distrito de Barra Alegre, em Bom Jardim, dividiu-se, ficando uma parte aqui e a outra provavelmente em Angola, no continente african | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Em um passado geológico de aproximadamente 130 milhões de anos, a África e a América do Sul estavam unidas em um grande continente chamado Gondwana, formado pela América do Sul, África, Índia, Antártica e Austrália.Com a movimentação do magma no interior da terra, em direção à crosta, o antigo continente se rompeu. E nessa divisão abriu-se um vale que separou a África da América do Sul. Esse vale foi aumentando de tamanho até formar o Oceano Atlântico, formando também o litoral brasileiro. Então, acredita-se que foi nesse momento da história geológica da Terra que a Pedra Aguda, no distrito de Barra Alegre, em Bom Jardim, dividiu-se, ficando uma parte aqui e a outra, provavelmente, em Angola, no continente africano. 

De acordo com pesquisas do geólogo Leonardo Pressi, publicadas no livro Patrimônio Cultural Rural de Barra Alegre e Bom Jardim, elaborado por Marjorie Botelho e Cláudio Paulino, as rochas granito da localidade têm suas origens relacionadas ao continente Gondwana, pois, na região, podem ser percebidas as relações de idade entre as rochas típicas da Pedra Aguda, que são magmáticas. Essas rochas remontam há cerca de 630 milhões de anos e tiveram, como ápice, a formação da rocha Granito de Barra Alegre, há cerca de 580 milhões de anos.

A coordenadora do Ecomuseu Rural da cidade, a psicóloga e mestre em Educação Marjorie Botelho, diz que a Pedra Aguda é um importante patrimônio natural de Barra Alegre. “Ela remonta o período dos deslocamentos das placas tectônicas. Há registros que toda essa região tem uma importância geomorfológica e os moradores têm conhecimento desse fato. Há placas dos departamentos de estudos do estado espalhadas na entrada para a Pedra Aguda, em São Pedro e em Santo Antônio.”

Pedra Aguda é um importante símbolo geológico do município de Bom Jardim, na Região SerranaPedra Aguda é um importante símbolo geológico do município de Bom Jardim, na Região Serrana | Foto: Reprodução/Redes Sociais

A comunidade no entorno da Pedra Aguda formou-se no ano de 1880, com a chegada da família Tardin, que foram os descendentes dos primeiros colonos suíços que colonizaram Nova Friburgo, em 1818.  Posteriormente, juntaram-se a eles as famílias Maciel e Schot, e desenvolveram, ali, a agricultura de subsistência como principal atividade local. 

“Nós, do Ecomuseu Rural, tentamos, sempre, trazer essa informação geológica porque fazemos um trabalho de preservação dessa cultura que está presente nessas comunidades, além da cultura dos modos de vida da população rural. Temos uma memória e uma história importante relativa ao patrimônio natural dessa região”, finaliza Marjorie.

A região da Pedra Aguda é marcada pela rica flora e fauna da Mata Atlântica, aliada a reservas particulares de patrimônio natural e à vida simples da população rural, conhecida principalmente pelo cultivo de inhame. Além de atrair praticantes de montanhismo, escalada e caminhadas, a região também recebe turistas que buscam como destino um lugar de beleza e sossego entre as montanhas.     

Nas redondezas encontra-se o Ecomuseu Rural, que é um equipamento educativo de cultura na comunidade; o Refúgio da Pedra Aguda, com piscinas e acomodações rústicas; a Fazenda Jorge Tardin, que dispõe de piscinas de água corrente, toboágua, parque de diversão, passeio a cavalo, restaurante e pousada. Há, ainda, o Rancho Debossan, com piscina e pousada.