Vítima de incêndio no CT do Flamengo, no Rio, não é de Nova Friburgo

Jovem Jhonata Ventura, que teve 40% do corpo queimado, na verdade é natural do Espírito Santo

Por Matheus Oliveira - 08 de Fevereiro de 2019, 15:58
Vítima de incêndio no CT do Flamengo, no Rio, não é de Nova Friburgo Jhonata Ventura, que teve queimaduras no corpo, não é de Nova Friburgo | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, nesta sexta-feira, dia 8 de fevereiro, ganhou repercussão internacional. Na tragédia, que afetou o alojamento das divisões de base do clube, dez pessoas morreram, sendo seis jogadores da base e quatro funcionários, além de três feridos em estado grave. O episódio gerou uma fake news envolvendo a Região Serrana do Rio.

Em um áudio divulgado por mídias sociais, um homem fala que um dos jovens encontrados com vida seria de Nova Friburgo. Entretanto, o adolescente Jhonata Ventura, de 15 anos, é natural de Vila Velha, no Espírito Santo, e teve cerca de 40% do corpo queimado e está em estado considerado gravíssimo.

O atleta passou pelo aspirante do Palmeiras e chegou ao Flamengo no ano passado. Na época ele celebrou sua estreia em uma rede social: obrigado pela estreia que o Senhor me deu! 4x1! E que venha o clássico., declarou.

Em uma postagem, o principal clube de Nova Friburgo, o Friburguense Atlético Clube, disse que “lamenta a tragédia ocorrida no CT do Flamengo, no Rio de Janeiro, e se solidariza com os familiares das vítimas, funcionários e todo o clube de uma forma geral. Muita força e fé neste momento.”

O incêndio

O incêndio no CT do Flamengo, que fica localizado em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, começou por volta das 5h da manhã desta sexta e os bombeiros foram acionados a partir das 5h17, chegando ao local por volta das 5h45. Os jovens que morreram tinham entre 14 e 16 anos. Segundo relatos dos jogadores da base dos clubes, o incêndio pode ter começado em um ar-condicionado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.