Plástica Palpebral ou Blefaroplastia

Por Glauco Rocha
07/02/19 - 14:00

Os olhos são considerados por muitos, provavelmente, a unidade estética mais importante no corpo humano. Quando a região dos olhos parece fresca e brilhante, a pessoa, como um todo, apresenta uma aura de saúde, vitalidade e juventude. O contrário ocorre quando os olhos se apresentam ou parecem cansados, tristes e envelhecidos.

A região ocular é a unidade estética central da nossa face. O olhar pode transmitir, de forma única, aspectos da personalidade e dos sentimentos de um indivíduo e pode se modificar com o envelhecimento. Partindo deste pressuposto, a região orbito-palpebral assume importante papel como complemento dessa forma de expressão.

São comuns, no nosso dia a dia, expressões tais como: me apaixonei pelos seus olhos, ou seus olhos são muito expressivos, etc. Inicialmente as alterações causadas pelo envelhecimento, são percebidas ao redor dos olhos. Existem, na atualidade, diversas técnicas, com diferentes princípios, que visam corrigir as deformidades palpebrais que são visíveis, como os processos de envelhecimento.

Felizmente a área dos olhos oferece uma grande oportunidade de melhoria estética, maior talvez do que qualquer outra parte da face e até mesmo do corpo.

Blefaroplastia origina-se da palavra grega "Blepharos", que se refere as pálpebras e Plástikos", que quer dizer forma, é utilizada para denominar a cirurgia do rejuvenescimento palpebral. Esta cirurgia pode ser efetuada isoladamente ou associada a outros procedimentos, completando o tratamento dos processos de envelhecimento da face.

Relatos indicam os primeiros procedimentos desta natureza realizados nos anos finais do século 19, mas, este tipo de cirurgia alcançou maior relevância em meados do século passado, com a normatização dos princípios básicos das técnicas, de acordo com as diferentes estruturas anatômicas.

As técnicas clássicas de Blefaroplastia tem como finalidade aprimorar e corrigir a função, a forma, e o aspecto estético das pálpebras. Estão, certamente, entre os procedimentos mais realizados na cirurgia plástica. São cirurgias que agradam não só pelo elevado grau de satisfação, mas, também, por serem procedimentos mais rápidos (em torno de 2 horas), podendo ser realizados sem internação hospitalar, com anestesia local e sedação, sendo a(o) paciente a seguir liberado para retorno ao domicílio.

Há cirurgiões que preferem internar o paciente, principalmente quando utilizam anestesia geral. Isto depende basicamente da preferência e o modo como cada cirurgião se sente mais confortável.

Estas cirurgias geralmente oferecem excelentes resultados, mas, como toda cirurgia também tem seus riscos e complicações. Portanto, ao decidir-se por esta cirurgia, mais uma vez devo alertar para a escolha de um profissional de sua confiança e especializado na área.


O Portal Multiplix não endossa, aprova ou reprova as opiniões e posições expressadas nas colunas. Os textos publicados são de exclusiva responsabilidade de seus autores independentes.