Que cores combinam com você?

Análise de coloração pessoal é uma técnica que visa valorizar a beleza natural de cada indivíduo

Por Sara Schuabb
01/05/19 - 16:02
Que cores combinam com você? O Dia das Cores acontece em 3 e 4 de maio, no Espaço In, no Centro de Nova Friburgo | Foto: Banco de Imagem

Todos somos coloridos: temos cores no cabelo, pele, boca, olhos, e essas colorações formam uma cartela harmônica que compõe nossa beleza natural. E, para valorizar a composição de cada indivíduo, é possível fazer uma análise técnica de coloração pessoal, a partir de um método sazonal expandido, baseado nas quatro estações.

Segundo a designer de moda e consultora de estilo, Maria Clara Andrade, quando as pessoas usam cores harmônicas com suas tonalidades, a combinação é capaz de deixá-las mais iluminadas, mais jovens e mais viçosas, com cara de saúde, colocando-as em destaque, a partir do pressuposto de que a cor deve valorizar a pessoa, e não a pessoa valorizar a cor.

Desse modo, quando dizemos que alguém muito branquinho fica bem com cores muito fortes, não estamos pensando em como as cores fortes as destacam, e, sim, como aquela cor se destaca naquela pessoa.

"A coloração põe em primeiro lugar a pessoa, ela deve ser destacada, e não nenhum outro tipo de elemento que use”, explica Maria Clara.

A avaliação também considera o contraste, que é a diferença entre tons claros e escuros que compõem o rosto, sobrancelha x pele x cabelo x boca. A partir dessa análise, é possível equilibrar o peso visual da produção.

“Por exemplo: uma mulher branquinha, loira e de olho claro é um baixo contraste. Se ela usa um vestido azul clarinho, toda a composição fica mais harmônica, ela consegue aparecer com essa cor. Se ela usar um vestido preto, apenas o vestido aparece, é para essa peça que você vai olhar em primeiro lugar, só depois para o rosto dela, porque ela foi apagada por um item de alto contraste”, diz Maria Clara.

No caso de pele negra com cabelo preto, sempre que for fazer uma combinação de cor, ela deve optar por cores que tenham um tom próximo, como, por exemplo, preto e cinza-escuro; preto e azul-marinho; bordô e azul-marinho.

“Uma negra ficaria melhor em um vestido mais escuro do que em um vestido claro. Esse vestido claro faria um alto contrate com ela. Acaba que ela fica apagada, sem brilho nos olhos”, explica Beatriz Araújo, que também atua como consultora de coloração pessoal.

Equilíbrio e harmonização

Para quem ainda não tem sua cartela, na hora de harmonizar a coloração é importante saber que nenhuma de nossas cores naturais está errada. As principais referências são o tom do nosso cabelo e da pele, que valem para repetirmos em nossa roupa. E toda a peça que fica mais próxima do rosto é mais importante estar em harmonia.

Dia das Cores em Nova Friburgo

O Dia de Cores em Nova Friburgo acontecerá nesta sexta-feira, 3, e sábado, 4, no Espaço In, em Nova Friburgo. Todos os atendimentos serão individuais e com hora marcada, e todas os clientes receberão, posteriormente, um dossiê sobre sua cartela e como colocá-la em prática.

O processo acontece a partir das seguintes etapas: primeiro é descoberta a cartela de cores; depois é conversado sobre como essas cores podem ser usadas na maquiagem, possíveis combinações, e quais os efeitos dessas cores na beleza da pessoa avaliada. No final, todas as informações e dicas são enviadas por e-mail para o cliente consultar sempre que quiser. O Espaço In fica na Av. Engenheiro Ariosto Bento de Mello, 45, Loja 2 - sobreloja, Centro Nova Friburgo, RJ. Mais informações no (22) 98818-6066 ou no (21) 97669-7447.