Inea lança cadastro on-line para quem quiser ser guardião de animais silvestres

Através da assinatura de um termo de guarda, o guardião se responsabilizará pelo cuidado do animal

Por Redação Multiplix
08/07/19 - 14:22
Inea lança cadastro on-line para quem quiser ser guardião de animais silvestres Projeto é uma forma de remediar danos já causados pelos seres humanos à fauna | Foto: Acervo/Amanda Tinoco

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) lançou, no último sábado, 6 de junho, em comemoração ao Dia Estadual da Fauna, um cadastro on-line para quem tenha interesse em ajudar a proteger a fauna brasileira, cuidando de animais silvestres.

O programa funciona com a assinatura do Termo de Guarda de Animais Silvestres (TGAS) entre o Inea e o cidadão interessado, que passa a ser um guardião desse tipo de animais. O projeto foi desenvolvido como forma de remediar os danos já causados pelos seres humanos à fauna terrestre, seja através do tráfico ilegal de animais, incêndios florestais, atropelamentos, eletrocussão e até mesmo por maus tratos.

Quando um animal, vítima de algum dos problemas citados acima, é encontrado por qualquer pessoa, os Centros de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) ou Centros de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) devem ser acionados. Os centros de cuidados fornecerão o atendimento veterinário e, caso percebam que aquele centro que realizou o atendimento não tem condições de manter o animal sob cuidados, o guardião é convidado a tomar conta desse animal, até que outro local seja disponibilizado.

Quem tiver interesse em dedicar parte de seu tempo a fim de proporcionar boas condições, além de atender às necessidades de saúde, bem-estar e comportamento de um animal silvestre, é importante ter em mente algumas informações:

  • Com a assinatura do TGAS, o guardião não passa a ser dono do animal, mas a ter a guarda provisória.

  • Apenas cinco animais podem ser vinculados a cada Termo de Guarda, e o quantitativo depende diretamente das condições do local indicado como lar provisório, de onde o animal não pode ser tirado para “passear”.

  • Cada animal é identificado individualmente e o Inea pede que sejam fornecidas informações sobre o bicho periodicamente.

  • Caso exista a possibilidade de encaminhamento do animal para programas de conservação, ou ainda, se forem constatadas irregularidades por parte do guardião, os animais serão recolhidos imediatamente.

O cadastro pode ser realizado no site oficial do Inea, através do link http://www.inea.rj.gov.br/. Após realizado o preenchimento e envio do formulário, o órgão fará a análise de cada cadastro e, quando validado, o interessado deve aguardar até que haja um animal disponível para a guarda.