Times cariocas ficam sem vitórias no retorno do Brasileiro após a parada para a Copa

para a Copa Vasco e Fluminense empataram em São Januário. Já Flamengo e Botafogo são derrotados por equipes paulistas

Por Matheus Oliveira
20/07/18 - 17:55
Times cariocas ficam sem vitórias no retorno do Brasileiro após a parada para a Copa Fluminense e Vasco acabaram empatando no clássico carioca da rodada. | Foto: Rafael Ribeiro / Divulgação/ Vasco

Um clássico empatado e derrotas para equipes paulistas. Este foi o saldo da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro para os times do Rio de Janeiro. Enquanto Vasco e Fluminense empataram em 1 a 1 na última quinta-feira, dia 19 de julho, em São Januário, Flamengo e Botafogo foram superados por São Paulo e Corinthians, respectivamente, na noite de quarta-feira, dia 18 de julho.

Clássico movimentado termina em igualdade

Vasco e Fluminense entraram em campo, na quinta, 19, em São Januário, buscando um triunfo para se aproximar do G-6 do Brasileirão, grupo que se classifica para a Libertadores de 2019. Lutaram muito, se movimentaram, mas acabaram empatados em 1 a 1. Andrés Ríos abriu o placar para os cruz-maltinos, enquanto Pedro igualou para o Tricolor. Com o resultado, o Vasco ocupa a 11ª posição na tabela com 16 pontos, enquanto o Flu está uma posição abaixo, com 15 pontos.

No primeiro tempo, o Vasco tomou a iniciativa do confronto com mais posse de bola, mas só ameaçou em chute perigoso de Andrey. Já o Flu, apossou nos contra-ataques e criou as três melhores chances do duelo com Pedro, Marcos Junior e Sornoza. Apesar de chegar mais perto do gol, o Tricolor não conseguiu superar a defesa vascaína e o primeiro tempo terminou sem gols.

Na etapa complementar, o Vasco voltou pressionando, explorando as costas dos laterais do Flu e aos 10 minutos, Wagner quase abriu o placar, perdendo grande chance dentro da área rival. Aos 15 minutos, a pressão surtiu efeito: após cruzamento de Henrique, Júlio César saiu mal, e Andrés Ríos aproveitou para abrir o placar.

Em desvantagem, o Tricolor colocou os atacantes Matheus Alessandro e Pablo Dyego em campo, adiantou a marcação e passou dificultar a saída de bola do time mandante. Desta maneira, criou chances aos 22 minutos, em cabeçada de Digão, que o goleiro vascaíno Martín Silva defendeu com o pé e aos 42, em lance no qual Pedro finalizou, e novamente Martín Silva evitou o empate.

Entretanto, aos 44, não teve jeito: Pedro recebeu de Marcos Junior, driblou Breno e bateu sem chances para o arqueiro rival, dando números finais ao clássico e impedindo a derrota do Fluminense.

“Lei do Ex” decide duelo entre os líderes

Em duelo de líderes do Brasileirão, a “lei do ex” apareceu novamente e foi decisiva para o triunfo do segundo colocado São Paulo sobre o líder Flamengo, por 1 a 0, na noite da última quarta-feira, 18, no Maracanã. O meia Everton, que defendeu o Rubro-Negro até abril, decidiu o confronto. Com a derrota, o Fla segue líder com 27 pontos, mas agora com apenas um de vantagem para o time paulista. O primeiro tempo começou com o Flamengo tomando a iniciativa tentando abrir as jogadas e buscando o centroavante Guerrero na área. Entretanto, o time esbarrava na bem postada defesa tricolor. Desta maneira, as melhores chances criadas eram do São Paulo que apostava no contra-ataque e quase abriu o placar com Diego Souza, Rojas e Nenê. O clube da Gávea passou a tabelar e encontrar espaços na defesa rival, levando perigo à meta são-paulina com Everton Ribeiro, por duas vezes, e Lucas Paquetá que cabeceou uma bola na trave. Apesar das chances, a etapa inicial acabou zerada.

No segundo tempo, a “lei do ex” apareceu e Everton aos dois minutos, aproveitou cruzamento de Rojas e abriu o marcador. O Flamengo foi para cima do Tricolor Paulista e quase empatou com Lucas Paquetá e por duas vezes com o estreante Uribe. O técnico rubro-negro Maurício Barbieri colocou ainda Trauco e Matheus Sávio em campo, adiantando a equipe. Com esta formação, Diego por pouco não igualou aos 37 e Guerrero jogou fora a chance do empate aos 49. O São Paulo soube segurar a vantagem e a torcida rubro-negra saiu do Maraca frustrada.

Botafogo para em Cássio e perde para o Corinthians

O Botafogo lutou, criou chances, mas o goleiro Cássio impediu o triunfo alvinegro. Desta forma, o Glorioso acabou derrotado pelo Corinthians por 2 a 0, na Arena Itaquera, na última quarta-feira, 18. O Glorioso agora ocupa a 10ª posição do Nacional com 17 pontos. No primeiro tempo, o Corinthians abriu o placar logo aos três minutos, em belo chute de Rodriguinho, no ângulo de Jefferson. O Alvinegro de General Severiano respondeu na sequência, em cabeçada de Igor Rabello após cruzamento de Valencia. O meia chileno exigiu boa defesa de Cássio no primeiro tempo. Apesar do maior volume de jogo da equipe carioca, o primeiro tempo teve vitória parcial da equipe paulista. Na segunda etapa, o Glorioso adiantou a equipe e passou a encontrar espaços na defesa do Timão. Rodrigo Pimpão e Gilson exigiram ótimas defesas de Cássio em chutes perigosos. Fazendo valer o velho ditado, “quem não faz leva”, o Corinthians ampliou o marcador aos 30 minutos, em belo contra-ataque que Romero bateu sem chances para Jefferson, fazendo 2 a 0. O Botafogo ainda teve chances para marcar, porém, Cássio fez dois milagres no mesmo lance e impediu uma reação alvinegra. Desta maneira, restou aos alvinegros lamentarem a derrota para o Corinthians.

Próxima Rodada

Na 14 ª rodada, que começa neste sábado, dia 21 de julho, Flamengo e Botafogo fazem mais um clássico carioca no Brasileirão. O duelo acontece às 19h, no Maracanã. O Rubro-negro contará com os retornos do volante Cuéllar e do atacante Henrique Dourado, suspensos diante do São Paulo, para voltar a vencer e manter a ponta da competição. O meia Everton Ribeiro está suspenso. No Botafogo, a expectativa está em manter a boa apresentação realizada diante do Corinthians, mas desta vez, conseguindo o resultado positivo. A aposta segue sendo nos atacantes Aguirre e Kieza, e no meia Valencia.

Já o Vasco enfrenta o Grêmio, neste domingo, às 16h, em São Januário, querendo subir na tabela. O Cruz-Maltino quer manter a competividade adquirida com Jorginho e para isso conta com o talento de Pikachu, a experiência de Wagner e habilidade de Giovanni Augusto. No mesmo dia e horário, o Fluminense encara o Sport, na Ilha do Retiro, querendo a primeira vitória sob o comando de Marcelo Oliveira. As esperanças seguem sendo depositadas nos gols do atacante Pedro e no talento do meia Sornoza.