Botafogo vence o Clássico Vovô e Fla faz a festa da torcida no Dia das Mães na quarta rodada do Brasileiro

Além disso, Vasco foi derrotado pelo Santos por 3 a 0 e segue na última posição na tabela

Por Matheus Oliveira
13/05/19 - 13:17
Botafogo vence o Clássico Vovô e Fla faz a festa da torcida no Dia das Mães na quarta rodada do Brasileiro Jogadores do Botafogo celebram o triunfo que mantém a equipe como a melhor do Rio no Brasileiro | Foto: Vítor Silva/SSPress(Botafogo)

Clássico movimentando, triunfo em manhã especial e preocupação. Assim pode ser resumida a quarta rodada do Campeonato Brasileiro, que ocorreu neste final de semana, para os times do Rio de Janeiro.

Fluminense 0 x 1 Botafogo

O primeiro jogo envolvendo times do Rio de Janeiro aconteceu no último sábado, dia 11 de maio, no Clássico Vovô envolvendo Fluminense x Botafogo. Jogando de forma eficiente, o Glorioso derrotou o time tricolor por 1 a 0.

Na primeira etapa, o Fluminense tomou conta das principais ações da partida e pressionou o Botafogo. Com mais posse de bola e muita movimentação, o Tricolor criou as melhores chances do confronto. Aos 11 minutos, Daniel finalizou com perigo. E, aos 24, veio a melhor chance do Flu no jogo, após Luciano driblar dois rivais e chutar sem ângulo para fora. O Botafogo tentava marcar a saída de bola rival e sair em velocidade, mas pouco ameaçou à meta rival.

No segundo tempo, o Fluminense voltou pressionando, mas o Botafogo passou a sair pra o jogo e encontrar espaços para encaixar os contra-ataques. Aos dez minutos, Caio Henrique perdeu ótima chance. Pouco depois, aos 19, foi a vez de Luciano ter um gol bem anulado.

Aos 26 minutos, veio o lance que decidiu a partida: Jhonatan recebeu na esquerda e cruzou na medida para Alex Santa abrir o placar e deixar o Alvinegro em vantagem. Pouco depois, o mesmo Alex Santana quase ampliou, mas finalizou para fora.

O Flu, foi em busca do empate e quase conseguiu aos 36 com Léo Artur. No lance seguinte, Matheus Ferraz marcou, mas o gol foi anulado com a ajuda do árbitro de vídeo (VAR). O time comandando por Fernando Diniz ainda insistiu no fim, mas o placar seguiu inalterado.

Agora, o Botafogo chegou à quinta posição do Brasileiro com nove pontos, enquanto o Fluminense é o 15º com três pontos.

Flamengo 2 x 1 Chapecoense

Na manhã de domingo, os rubro-negros aproveitaram para levar as famílias, incluindo as mães, ao Maracanã no último domingo, 12. Com mais de 60 mil torcedores no estádio, os flamenguistas viram um time quase todo reserva vencer a Chapecoense por 2 a 1 e chegar ao sétimo lugar na tabela, com sete pontos.

O Flamengo começou o jogo tentando encontrar espaços na defesa rival e trocando passes em velocidade, mas a primeira chance foi da Chape em chute de Everaldo. Entretanto, aos sete minutos, em ritmo acelerado, o Fla marcou: Trauco deu belo passe de trivela para Vitinho bater na saída de Tiepo.

Em desvantagem, o time catarinense tentou sair para o jogo, mas o Fla mantinha a posse de bola e criava boas chances de aumentar o placar nos contra-ataques. No fim do primeiro tempo, o Rubro-Negro teve a chance de ampliar em pênalti de Bruno Pacheco em Lincoln. O meia Diego cobrou e o goleiro Tiepo defendeu. No rebote, o mesmo Diego tentou de voleio e o goleiro da Chape novamente brilhou.

Na segunda etapa, o Fla voltou com a mesma intensidade e logo aos seis minutos aumentou o marcador: Ronaldo tabelou com Berrío e cruzou para Lincoln encerrar um jejum de 14 jogos sem marcar.

O Rubro-Negro controlou o jogo e ainda contou com as entradas dos titulares Everton Ribeiro e Bruno Henrique para criar outras oportunidades. No fim, a Chapecoense pressionou e descontou com Gum, de cabeça. Nada que atrapalhasse a festa flamenguista no Maracanã.

Santos 3 x 0 Vasco

O Vasco segue dando dores de cabeça para sua torcida e mostrou para o novo treinador, Vanderlei Luxemburgo, que assume o time nesta semana, que ele terá trabalho para ajustar a equipe. Neste domingo, 12, o time carioca foi goleado pelo Santos por 3 a 0, no Pacaembu. O time segue na última posição do Brasileiro, com apenas um ponto conquistado.

O confronto começou com o Santos pressionando a saída de bola vascaína e com muita movimentação dominando o confronto desde o início. Jorge e Rodrygo perderam as primeiras oportunidades do Peixe. Entretanto, um dos personagens do jogo, o goleiro Sidão, saiu jogando errado e viu a bola sobrar para Diego Pituca marcar um belo gol, encobrindo o arqueiro vascaíno.

O Vasco tentou sair para o ataque, mas o Santos seguia empilhando chances. Ainda assim, o Vasco marcou, mas Maxi López estava impedido. Aos 32 minutos, Rodrygo fez uma grande jogada pela esquerda e aumentou o placar.

No segundo tempo, o Cruz-Maltino melhorou e criou boas oportunidades. Só que, aproveitando os espaços para sair nos contra-ataques, a equipe paulista carimbou a trave com Soteldo e Carlos Sánchez.

Dessa forma, aos 27 minutos, do segundo tempo, Soteldo marcou o terceiro e deu números finais ao confronto.