MENU

Portal Multiplix

Marcos Marins assume Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico de Friburgo

Em entrevista ao Portal Multiplix, novo gestor da pasta falou sobre os desafios e os projetos para o setor

Por Matheus Oliveira e Sara Schuabb
03/04/19 - 15:00
Marcos Marins assume Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico de Friburgo Marcos Marins é formado em administração de empresas, pós-graduando em gestão estratégica e negócios e foi secretário de Cultura | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O prefeito Renato Bravo convidou Marcos Marins para assumir a Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico. A pasta era ocupada por Walter Thuller, que atualmente está à frente da Secretaria da Casa Civil. Marins tem 24 anos e é formado em administração de empresas com pós-graduação em gestão estratégica e negócios. Na administração pública local já foi secretário de Cultura na gestão de Bravo.

O novo subsecretário também atuou na Incubadora de Empresas da UFF e na Agência de Inovação da universidade. Esteve na coordenação de novos projetos da Fundação Euclides da Cunha e atua na direção do Instituto Serrano de Economia Criativa. Em entrevista ao Portal Multiplix, Marcos falou sobre os desafios para sua pasta.

“Quando fui convidado pelo prefeito para a pasta, tivemos algumas conversas para que pudéssemos entender o plano de trabalho, pois, mais importante do que ser ou não secretário, é ter um projeto para a pasta, algo que foi desenvolvido pelo antigo secretário, Walter Thuller. Assim, a pasta ganhou nível estratégico para tocar projetos e políticas públicas que consigam contemplar o desenvolvimento econômico municipal”, afirma.

O subsecretário recebeu a missão de implementar políticas públicas de desenvolvimento econômico no município para estimular e buscar parceria com os setores produtivos da cidade. A ideia é que a Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico esteja alinhada com instituições de fomento da economia, como o Sebrae, Firjan, Acianf, Sesc e universidades, por exemplo.

“Vamos estreitar a relação com instituições locais e fazer um mapeamento da cidade para implementar projetos em acordo com o setor produtivo e a secretaria pode ser tornar ainda mais estratégica para entregar desenvolvimento para a população. Precisamos fazer uma avaliação sobre grau de investimento do ambiente econômico e o bem-estar do cidadão. Tocando novos projetos e convênios com instituições municipais, estaduais e federais para capacitar nossa juventude, gerar postos de trabalho e trazer investimentos”, declarou Marcos.

Temos que diferenciar desenvolvimento econômico de crescimento econômico. Quando falamos de desenvolvimento econômico, falamos em distribuição de renda, expectativa de vida, segurança e graus de investimentos. Então a gente precisa, por meio da secretaria, aumentar a credibilidade e confiança dos empresários e da cadeia produtiva no município. Não queremos privilegiar ninguém, mas temos que ter uma boa relação com quem gera emprego e com os trabalhadores.

No campo cultural, ele destaca que a cidade possui a cadeia produtiva do audiovisual, que é fundamental para o desenvolvimento econômico e sustentável do município.

“Trouxemos via polo de audiovisual de Nova Friburgo dois grandes filmes que foram rodados na cidade. Isso gerou mais de 600 empregos e deixou na economia local quase R$ 4 milhões e esses postos de trabalho foram tantos em níveis técnicos quanto em superiores. Colocamos em um dos filmes 400 figurantes da zona rural. A parte de tecnologia também será trabalhada por nós. Precisamos integrar cada vez mais o município com a indústria 4.0 e com novas formações de postos de trabalho”, completa Marins.

Outra meta para a pasta é a criação de novos projetos, ações e convênios para o desenvolvimento das novas políticas públicas de desenvolvimento econômico no município, inclusive com a promoção e inclusão da juventude nesse contexto. Com isso, a Subsecretaria de Desenvolvimento Econômico deve passar a investir mais em capacitação para geração de novos empregos.