Pacotão de obras segue em andamento pela Prefeitura de Nova Friburgo

Intervenções vão, principalmente, para as áreas da saúde e lazer

Por Luisa Machado
17/09/19 - 10:41
Pacotão de obras segue em andamento pela Prefeitura de Nova Friburgo Pacotão de obras foi anunciado em fevereiro de 2019 | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

As intervenções do pacotão de obras Prefeitura de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, já começam a ser notadas nas ruas do município. Foram R$25,8 milhões de reais, distribuídos entre melhorias nas áreas da saúde, cultura, esportes e mobilidade urbana.

As obras foram anunciadas em fevereiro de 2019, e o dinheiro foi da venda das ações da concessionária Energisa, que seria gasto, pela prefeitura, com a compra do prédio da antiga Fábrica Ypú, que teve a aquisição indeferida na justiça.

Confira o andamento das obras

Hospital Raul Sertã:

R$ 4 milhões foram destinados para melhorias no hospital. O dinheiro foi investido no retorno das obras de construção do segundo e terceiro pavimentos. Nesses andares, serão criados mais 19 leitos para adultos, 10 infantis e mais cinco salas cirúrgicas. Além disso, foi prometida a instalação de dois elevadores, além do funcionamento de 30 leitos UTI e clínicas médicas entre os andares.

Até o momento, segundo informações da Prefeitura de Nova Friburgo, 30% da obra está concluída. A recepção já foi entregue, assim como o espaço da lavandeira, que está pronto, e só aguarda a chegada dos equipamentos. Em breve, o setor de ortopedia também será liberado.

30% da obra do hospital está concluída30% da obra do hospital está concluída | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Estação Livre:

A obra prevista para a Estação Livre conta com a instalação de coberturas laterais em todo o território da rodoviária urbana, muretas de proteção e passagens para pedestres. O projeto, utilizado de base para as intervenções, foi avaliado em R$1.032.184,16. O objetivo é garantir proteção, segurança e conforto aos usuários do serviço, além de respeitar a arquitetura original do imóvel.

A instalação das coberturas laterais teve início no dia 8 de julho, e a previsão para entrega é de 120 dias após o início da obra, ou seja, em dezembro. A prefeitura não divulgou o valor gasto até o momento com a obra.

O prazo é que a obra da Estação Livre esteja completa em dezembroO prazo é que a obra da Estação Livre esteja completa em dezembro | Foto): Reprodução/Portal Multiplix

Ciclovia:

O planejamento é de que sejam construídas três ciclovias. A primeira, que liga o bairro do Paissandu, no Centro, a Duas Pedras; a segunda, de Duas Pedras a Conselheiro Paulino; e a terceira, ainda em fase de previsão, que vai ligar o Paissandu ao bairro de Olaria. O investimento total previsto pela prefeitura foi de R$ 999 mil.

As obras da primeira ciclovia tiveram início no dia 8 de julho, no mesmo período que as intervenções da Estação Livre. A via está prevista para ser entregue em dezembro. Ainda não foram anunciadas as datas para início da construção das demais ciclovias.

Obra das ciclovias será dividida em três trechos pela cidadeObra das ciclovias será dividida em três trechos pela cidade | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Praça ou mercadão de Olaria:

O objetivo inicial da prefeitura era a construção de uma praça, voltada para a realização de atividades de esporte, cultura e lazer, no antigo pátio de estacionamento da Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu), no bairro de Olaria.

Com o objetivo de atender de melhor forma a comunidade, a prefeitura decidiu apresentar um novo projeto, dessa vez oferecendo o pátio para a atividade dos feirantes. O novo plano prevê a construção de uma área coberta a ser usada pela feira, e uma extensão de barracas padronizadas e desmontáveis, que serão armadas na rua Vicente Sobrinho, extensão ao no pátio da Smomu.

Sobre o novo projeto, a Prefeitura de Nota Friburgo, através de nota, comunicou que o projeto está em processo de finalização, após diversas reuniões e acordos com os feirantes.

Prefeitura ainda discute com a comunidade o melhor para o localPrefeitura ainda discute com a comunidade o melhor para o local | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Expansão da Praça do Suspiro:

O investimento foi de R$5,8 milhões, destinados para a compra do terreno que fica na lateral da Praça do Suspiro, entre a esquina da Rua General Osório e a sede do Tiro de Guerra. O objetivo do projeto é valorizar um dos principais retratos turísticos do município.

Após a aquisição do terreno, a prefeitura está realizando os procedimentos necessários, como análises de projetos para utilização do espaço, para terminar a fase inicial do projeto. Ainda não há previsão do quanto será gasto com o restante da obra e nem de quando elas terão início, mas a expectativa da Prefeitura Municipal é de que tenham início até o final de 2019.

A aquisição do terreno custou à prefeitura R$5,8 milhõesA aquisição do terreno custou à prefeitura R$5,8 milhões | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Praça Getúlio Vargas:

Há, pelo menos, nove anos, o futuro arquitetônico da Praça Getúlio Vargas é motivo de discussão. A praça só foi incluída na programação do pacotão de obras em maio, após um Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre a prefeitura e o Ministério Público Federal (MPF). Foi definido que R$ 4 milhões seriam destinados para a restauração do conjunto arquitetônico e paisagístico da praça, que é patrimônio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A prefeitura criou grupos de trabalho com servidores municipais e da Fundação Dom João IV - instituição municipal de pesquisa e história. A eles, foi dada a responsabilidade de revisar, deliberar e acompanhar o projeto de revitalização da praça.

O MPF espera que até o dia 20 de novembro de 2020, o grupo de trabalho apresente o termo de conclusão das obras de execução do projeto.

R$ 4 milhões do pacotão de obras será destinado para a restauração da praçaR$ 4 milhões do pacotão de obras será destinado para a restauração da praça | Foto: Arquivo/Amanda Tinoco

Reforma de quadras esportivas:

A reforma de quadras de esportes, espalhadas por todo o município, também foi prometida no pacotão de obras. Entre os espaços contemplados, estão as quadras de Lumiar, Olaria, Mc Niven, Vila Amélia, São Geraldo, Tiradentes (Amparo) e Campo do Coelho.

Até o momento, nenhuma das localidades recebeu melhorias. A prefeitura justifica que as obras de reforma e cobertura das quadras esportivas municipais estão em processo de licitação.

O Portal Multiplix buscou saber quanto do montante investido no pacotão de obras já foi gasto, pela Prefeitura de Nova Friburgo, nos projetos realizados até o momento, mas a quantia não está contabilizada pelo executivo municipal.