Amigos de Nova Friburgo falam sobre a morte do radialista Ely Borges

Comunicador de 47 anos morreu em acidente de moto na última sexta-feira, no bairro Ponte da Saudade

Por Matheus Oliveira
20/04/19 - 14:06
Amigos de Nova Friburgo falam sobre a morte do radialista Ely Borges Ely Borges durante jogo do campeonato de futebol solidário da imprensa de Nova Friburgo | Foto: João Luccas Oliveira

O radialista Ely Borges, 47 anos, faleceu na tarde da última sexta-feira, dia 19 de abril, em acidente de moto, no bairro Ponte da Saudade, em Nova Friburgo, Região Serrana do Rio. Ely era uma presença importante na imprensa friburguense e no comando do programa “Na Boca da Galera”, da Rádio Sucesso FM, ganhou ainda mais o respeito e a admiração de seus colegas, que falaram, em entrevistas ao Portal Multiplix, sobre a sua morte.

O jornalista e repórter da Rede InterTV, Felipe Basílio, comentou sobre o carisma do radialista e sua influência para a comunicação friburguense.

“Ely Borges sempre foi uma referência pra todos nós! Não digo só pelo talento e pela competência na profissão, mas pelo carisma e pelo entusiasmo que ele sempre levava a vida. Sempre estava sorrindo e brincando, colocando a galera para cima. Sem falar no companheirismo e na solidariedade que ele sempre demonstrou quando estivemos no nosso Futebol Solidário da Imprensa. Ele vai fazer muita falta, pra todos nós”, diz Felipe.

O fotógrafo João Luccas, do Portal Multiplix, destacou uma marca inconfundível da personalidade do radialista: a motivação.

“Ely era sensacional, apaixonado pela vida e com uma energia incrível. Ele sempre foi muito motivado e amava a comunicação. Tive a oportunidade de trabalhar com ele em uma TV da cidade. Ele não parava em momento algum. A cidade de Nova Friburgo perde muito sem Ely, um cara em que toda a imprensa admirava e acolhia a todos sempre. Ele sempre repetia essa frase: “Quer ganhar? Joga no meu time”. Ely vai fazer muita falta”, afirma João.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Radialista Ely Borges morre em acidente de moto em Nova Friburgo


O cinegrafista William Maia lamentou o ocorrido, afirmando que toda a imprensa friburguense perde com a morte de Ely.

“A imprensa perde um amigo e um parceiro na vida e nas atividades solidários da imprensa. Ele sempre nos ajudava a buscar parceiros e abrindo um espaço em seu programa. Estou sem palavras. Ele era competitivo e por isso, ganhou 90% das edições do Solidário e fez tanto sucesso”, relata, relembrando que que Ely atuava como zagueiro e usava a camisa 3 no Futebol Solidário.

Já o empresário Sérgio Abreu dos Santos, comentou sobre sua amizade com o comunicador e destacou a parceria que teve com Ely Borges.

“Conheci Ely por causa do programa e tive uma ideia de fazer ofertas relâmpagos para melhorar as vendas de 18h às 19h. E Ely comprou a ideia e sempre foi muito parceiro. Eu comecei a entrar ao vivo e chegamos até a procurar carros que estivessem no trânsito para sortear prêmios. Foram sete anos de parceria, onde nos tornamos conhecidos por causa das ações do Na Boca da Galera. Ele vai fazer muita falta”, destaca.

Ely Borges

Eliomar Borges, conhecido como Ely Borges, comandava o programa Na Boca da Galera, na Rádio Sucesso FM, e apresentava o programa Garagem da Galera, na TV Cidade. O comunicador também teve passagem pela TV Zoom.

Ela deixa três filhos e uma neta. O velório ocorreu no Memorial SAF, em Nova Friburgo, e o corpo será enterrado na cidade de São Sebastião do Alto, neste sábado, às 17h.