Portal Multiplix

Bombeiros de Teresópolis usam 70 mil litros de água para apagar incêndio de três dias em lixão

Segundo os Bombeiros, fogo começou no último sábado e prejudicou 1.500m quadrados da área

Por Matheus Oliveira - 11 de Setembro de 2018, 14:16
Bombeiros de Teresópolis usam 70 mil litros de água para apagar incêndio de três dias em lixão Corpo de Bombeiros destacou três equipes e gastou cerca de 70 mil litros de água na operação . | Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um incêndio que começou no último sábado, dia 8 de setembro, atingiu um lixão de Teresópolis, na Rua das Árvores, no bairro Prata, e vem mobilizando equipes do Corpo de Bombeiros que já gastaram cerca de 70 mil litros de água no combate às chamas. O local fica próximo de área urbana do município da Região Serrana. Os Bombeiros foram chamados apenas na última segunda-feira, 10.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Fábio Gonçalves, o incêndio surgiu em um local que possui muito entulho, restos de obra e madeira e evoluiu 12 metros abaixo. Com medo de que a vegetação fosse atingida, os responsáveis pelo local acionaram os Bombeiros, que destacou três equipes para a operação. Segundo o comandante, eles reviraram o entulho e molharam o solo para diminuir o incêndio que atingiu 1.500 metros quadrados da área, mas não causou danos à vegetação.

De acordo com o Secretário de Meio Ambiente de Teresópolis, Raimundo Lopes, o local é um “bota fora”, particular e licenciado para receber material de restos de obras. No início da tarde, o Corpo de Bombeiros informou que o incêndio foi controlado restando apenas um foco no local e a previsão é de que o trabalho seja finalizado ainda nesta terça-feira, 11.

A Prefeitura de Teresópolis informou que "o referido terreno no bairro da Prata está licenciado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente como bota-fora. O espaço recebe material inerte da construção civil, como restos de obras e materiais de poda, desafogando o Aterro do Fischer. Devido à ocorrência, o Corpo de Bombeiros foi acionado para combater o fogo. Equipes da Corporação e do Meio Ambiente estiveram no local realizando investigação conjunta e apurando com o proprietário se houve alguma negligência na operação do referido bota-fora".