Portal Multiplix

Bolsa de palha ganha releituras e vira tendência para 2019

Artigo que apareceu na década de 70 segue fazendo sucesso no século 21

Por Matheus Oliveira - 27 de Setembro de 2018, 16:27
Bolsa de palha ganha releituras e vira tendência para 2019 Foto: Divulgação/Catarina Mina

Um pouco de Deja Vu nas tendências de 2019! Assim pode ser definida a escolha das bolsas de palha para acompanhar a moda atual. Nesta temporada de primavera verão, a bolsa ganhará outra releitura e promete ser um acessório indispensável.

A bolsa de palha ganhou notoriedade pela primeira vez em 1970, através da atriz e cantora inglesa Jane Brikin. Ela trouxe um ar descolado ao acessório e fez com ele ganhasse espaço no cotidiano das grandes metrópoles. No começo, muitos especialistas acharam que o acessório teria vida curta, mas logo ela cresceu e se manteve em alta.

Desde então, ela ganhou diversas releituras. A partir de 2017, ela virou febre no Brasil com detalhes como pompons e tassels coloridos. Outros modelos contavam ainda com shapes grandes com detalhes monogramados e releituras dos cestos vintage foram os preferidos da mulherada no ano passado.

A aposta para 2019 é no mix de materiais como ráfia e couro, que segundo especialistas fazem uma combinação ao mesmo tempo rústica e moderna. A marca cearense Catarina Mina traz uma seleção incrível misturando crochê, macramê e palhas brasileiras desenvolvido pelos artesãos do projeto e com preços razoáveis.

Além disso outras marcas apostam em cestas de fibra de Cabuya produzidas no Equador e as de ráfia colorida feitas em Gana. Já a Ulla Johnson traz como releitura bolsas feitas de ráfia om formato esférico, enquanto a Cult Gaia leva para o mercado, edições tostes em bambu vazado e bem estruturada.