Apesar de controlada, tuberculose ainda é uma preocupação

Em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, foram registrados 77 casos da doença em 2018

Por Sara Schuabb
15/04/19 - 09:58
Apesar de controlada, tuberculose ainda é uma preocupação A tuberculose é uma das dez doenças que mais mata no mundo | Foto: Banco de Imagem

Uma doença que acompanha o ser humano há mais de 70 mil anos e que ainda é um sério problema no Brasil é a tuberculose. Também conhecida como o mal do século XIX, por ter matado cerca de três milhões de pessoas em todo o mundo na época, inclusive famosos, como o imperador Dom Pedro I e escritores como Manuel Bandeira, Castro Alves e Álvarez de Azevedo, foram registrados 77 casos da doença em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, no ano de 2018, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. No estado, foram 11.139 no período, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde. A nível nacional, o Brasil registrou 72 mil casos no mesmo ano, de acordo o Ministério da Saúde.

O que é a tuberculose

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada por uma bactéria que pode infectar vários órgãos como pulmão, pleura, ossos, sistema nervoso, rins e meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro. Ela é transmitida por via aérea, tosse, espirro e pela fala de pessoas com a doença no pulmão ou na garganta. Sendo assim, respirar o ar contaminado com o bacilo, que sobrevive no ambiente por várias horas, aumenta em muito as chances de contrair a doença.

Segundo o Ministério da Saúde os sintomas são: no início, tosse seca contínua, depois com presença de secreção por mais de quatro semanas, transformando-se em uma tosse com pus ou sangue; cansaço exagerado; febre vespertina, sudorese noturna; falta de apetite; palidez; emagrecimento acentuado; rouquidão; fraqueza e prostração.

Para prevenir a doença é necessário imunizar as crianças obrigatoriamente no primeiro ano de vida ou no máximo até quatro anos com a vacina BCG. A prevenção inclui também evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados, mal ventilados e sem iluminação solar.

Caso apareçam sintomas da doença, o paciente deve procurar uma unidade de Saúde próxima para avaliação. Se o resultado for positivo para tuberculose, deve se iniciar o tratamento o mais rápido possível e segui-lo até o final.

Além dos fatores relacionados ao sistema imunológico de cada pessoa e à exposição ao bacilo, o adoecimento também pode estar ligado às condições precárias de vida relacionadas a desigualdade social; à AIDS; à multirresistência do bacilo; ao envelhecimento da população e aos movimentos migratórios.